• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Ato contra a exploração, discriminação e racismo em Juiz de Fora

Dirigentes da CUT Regional, Sinpro-JF, STIM e Sintect-JFA participam de manifestação do Dia Nacional da Consciência Negra

Publicado: 20 Novembro, 2017 - 16h50

Escrito por:

Ato na Escola Estadual Fernando Lobo, em Juiz de ForaAto na Escola Estadual Fernando Lobo, em Juiz de ForaA CUT Regional Zona da Mata, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresa de Comunicação Postal, Telegráfica e Similares de Juiz de Fora e Região (Sintect/JF), o Sindicato dos Professores (Sinpro-JF) e o Sindicato dos Metalúrgicos (STIM), entre outras entidades sindicais, participaram de Ato do Dia Nacional da Consciência Negra, nesta segunda-feira (20), em Juiz de Fora. A manifestação, que envolveu estudantes de 20 escolas estaduais, foi realizada na quadra da Escola Estadual Fernando Lobo, no Bairro São Mateus.

O ato faz parte da programação os “20 dias de ativismo contra o racismo” e da instalação “Vidas negras importam”, que começaram no dia 1º de novembro em Juiz de Fora. O Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro, é uma homenagem a Zumbi, símbolo da maior resistência negra contra a dominação colonial, conservadora e escravocrata, o Quilombo dos Palmares. Marca também a luta contra a exploração, a discriminação e o racismo no Brasil.

Há dois meses, frases racistas foram pichadas no muro da Escola Estadual Fernando Lobo. Neste mês,  as pichações começaram a ser substituídas por grafites. Por isso, a manifestação se transformou num ato de desagravo e repúdio contra o racismo.

carregando