• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Frente Brasil Popular Minas dialoga com estudantes sobre o golpe e a defesa da democracia

Alunos e professores do Instituto de Educação recebem dirigentes da CUT/MG, Sind-UTE/MG, Ubes, UJS e Levante Popular da Juventude

Publicado: 10 Maio, 2016 - 14h50

Escrito por: Rogério Hilário

notice

Em uma das atividades do Dia Nacional de Paralisações contra o Golpe e em Defesa da Democracia, Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG), Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE/MG), Levante Popular da Juventude, União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes)  e União Juventude Socialista (UJS) dialogaram, nesta terça-feira (10), com os estudantes e professores dos turnos da manhã e da tarde do Instituto de Educação (IEMG) e da Escola Estadual Barão do Rio Branco. Os integrantes das entidades, que compõem a Frente Brasil Popular, distribuíram panfletos da CUT/MG e do Sind-UTE/MG sobre as consequências do golpe para a classe trabalhadora e o povo brasileiro; com denúncias contra o deputado estadual Eduardo Cunha e o senador Aécio Neves; e com a relação dos deputados federais mineiros que votaram a favor do impeachment.

“Os estudantes nos receberam muito bem. Nenhum deles deixou de pegar os materiais ou se recusou a conversar sobre a conjuntura nacional, em que vivemos, como um golpe em curso no país. Conversamos bastante com ele, que demonstraram muito interesse em se informar sobre as ameaças que sofrem a democracia no Brasil, o patrimônio do povo brasileiro e os direitos e conquistas da classe trabalhadora”, disse a presidenta da CUT/MG e coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, Beatriz Cerqueira.

O Instituto de Educação de Minas Gerais (IEMG) é a maior escola da rede estadual de ensino. A instituição, que funciona em três turnos, tem cerca de 4,5 mil alunos nos ensinos fundamental completo e médio, na educação de jovens e adultos e  no curso de magistério.

A Jornada Nacional de Lutas em Defesa da Democracia e contra o Golpe prossegue nesta terça-feira (10). Em Belo Horizonte, o dia de luta, terça-feira (10), vai terminar com um grande ato político, às 18h30, na Praça da Liberdade, onde o Acampamento Permanente foi instalado no dia 1° de maio. Na quarta-feira (11), às 18h30, acontecerá 1° Ato Político Cultural “Fora Temer”, no mesmo local, com diversas apresentações culturais, que incluem samba, forró e MPB.

Dia Nacional de Paralisações contra o Golpe

Atividades no Acampamento da Democracia, na Praça da Liberdade

Terça-feira – dia 10 de maio

15h – Atividade do Sind-UTE/MG, com professoras e professores da rede pública do Estado de Minas Gerais

15h – Aulão da Educação na Praça da Liberdade
 
17h – Teatro
 
18h30 – Aulão na Rua  e Ato Político Cultural contra o Golpe (Tico Santa Cruz, do Detonautas, Titane, Flávio Renegado + falas de quatro pessoas de cada Frente);
 
20h30 – Ato Cultural. (abertura com Tico Santa Cruz)

Quarta-feira – dia 11 de maio

18h30 - 1° Ato político cultural FORA TEMER - apresentações culturais, samba, forró, MPB

Mais Informações

Maria Lúcia Azevedo – 98447-1251

Rogério Hilário – 98385-3887 / 99216-2046

carregando
carregando