• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Nota da CUT sobre o ataque a imigrantes venezuelanos em Roraima

A CUT Brasil se solidariza com as famílias e condena veementemente a intolerância contra o acampamento de venezuelanos

Publicado: 20 Agosto, 2018 - 15h28 | Última modificação: 20 Agosto, 2018 - 15h36

Escrito por: Redação CUT Nacional

notice

 

Para a Central Única dos Trabalhadores (CUT Brasil), as agressões contra o acampamento de imigrantes venezuelanos no último dia 18 de agosto, em Pacaraima, Roraima, foi um ato inaceitável de intolerância de um grupo de pessoas alimentadas pelo discurso xenofóbico difundido pelos meios de comunicação, redes sociais e setores políticos que estimulam o ódio, criminalizam movimentos sociais, de direitos humanos e lideranças sindicais.

A CUT Brasil denuncia a omissão do Estado Brasileiro que não implementou as normas internacionais sobre migração e direitos humanos que deveriam garantir aos imigrantes o devido acolhimento, inclusão em políticas públicas, trabalho e renda. O Estado omisso no assalto sofrido pelo comerciante em Pacaraima é o mesmo que falhou na proteção aos imigrantes venezuelanos.

Exigimos que os governos federal e estadual apurem a responsabilidade dos comandos do Exército, da Polícia Federal e da polícia estadual em Pacaraima, que não atuaram para conter agressão, assim como utilizem os vários vídeos do ocorrido que estão circulando na internet para a realização de uma investigação que possa identificar e julgar os responsáveis pelos atos de violência.

A CUT Brasil se solidariza com as famílias e condena veementemente a intolerância contra o acampamento de venezuelanos, vítimas de violência, agressões, roubo e destruição de seus objetos pessoais.

carregando
carregando