• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Ato Interreligioso denuncia governos negacionistas e genocidas

Manifestação é realizada em BH com representações religiosas, sindicais, como a CUT Minas, movimentos sociais, lideranças parlamentares, Maurício Tizumba & Tambor Mineiro, Linhas do Horizonte e Linhas do Rio

Publicado: 11 Julho, 2021 - 11h38

Escrito por: Rogério Hilário

notice

Belo Horizonte sediou, neste sábado, 10 de julho, mais uma manifestação pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro. O Ato Interreligioso Fora Bolsonaro aconteceu na Praça da Estação, Região Central da capital mineira.

O protesto teve como pautas homenagem às mais de 530 mil vítimas da pandemia de Covid-19, de denúncia contra os governos negacionistas e genocidas do Brasil e de Minas Gerais (Jair Bolsonaro e Romeu Zema); em apoio às lutas contra o fascismo, o racismo, o machismo, a discriminação, o preconceito, a reforma administrativa e as privatizações; e em defesa do emprego, da vacinação para todos, do auxílio emergencial, entre outras reivindicações.

A manifestação contou com as presenças de diversas representações religiosas, sindicais, como da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG), movimentos sociais, lideranças parlamentares, Maurício Tizumba & Tambor Mineiro, Linhas do Horizonte, Linhas do Rio, entre outros. Novo ato, com as mesmas pautas, está programado para o dia 24 de julho, em Belo Horizonte.

Os manifestantes levaram faixas, cartazes, realizaram performances e colocaram cruzes para lembrar as vítimas da Covid-19. Na  sexta-feira, 9 de julho, o Brasil registrou 1.509 mortes na pandemia e 57.737 novos casos, de acordo com os dados enviados pelos estados ao Ministério da Saúde e ao Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Com o balanço, o país contabilizou 531.688 óbitos e 19.020.499 pessoas diagnosticadas com a doença.