• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Bancários cobram de Zema e senadores inclusão nos grupos prioritários da vacinação

O Sindicato dos Bancários de BH e Região enviou cartas ao governador do Estado de Minas Gerais e a todos os senadores para cobrar a inclusão da categoria bancária

Publicado: 07 Abril, 2021 - 18h34 | Última modificação: 07 Abril, 2021 - 18h44

Escrito por: Sindicato dos Bancários de BH e Região

notice

O Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e Região enviou cartas ao governador do Estado de Minas Gerais, Romeu Zema Neto, e a todos os senadores para cobrar a inclusão da categoria bancária nos grupos prioritários da vacinação contra a Covid-19. A reivindicação leva em conta o fato de que a categoria é considerada essencial e prioritária, desde o começo da pandemia, nos termos do Decreto n° 10.282 de 20 de março de 2020, alterado pelo Decreto n° 10.329 de 28 de abril de 2020 que regulamenta a Lei n°13.979 de 6 de fevereiro de 2020.

Na carta, a entidade destacou que bancárias e bancários atuam para garantir o atendimento à população e são trabalhadores com alto risco de contaminação nas unidades de trabalho. Por isso, também devem ser priorizados para receber a imunização contra o coronavírus.

Veja as cartas na íntegra aqui.

Esta é mais uma ação do Sindicato em busca de proteção a trabalhadores bancários durante a pandemia, especialmente neste momento de aumento no número de casos e óbitos em todo o Brasil. No mês de março, a entidade enviou carta às 55 prefeituras da base de BH e região para cobrar tanto priorização na vacina quanto a adoção de mais medidas de proteção à categoria.

 "Cobramos que as autoridades reconheçam a importância da imunização de bancárias e bancários, que atuam na linha de frente para atender a população. Acreditamos que proteger a categoria significa dar mais proteção a toda a sociedade. Ressaltamos, também, que nossa luta diária é por vacina para todas e todos”, afirmou Ramon Peres, presidente do Sindicato.