• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Carreata FORABOLSONARO!, IMPEACHMENTJÁ envolve mais de 100 mil em Belo Horizonte

Publicado: 23 Janeiro, 2021 - 23h17 | Última modificação: 24 Janeiro, 2021 - 12h04

Escrito por: Rogério Hilário

Rogério Hilário
notice

Numa manifestação histórica, em que as restrições sanitárias por causa da pandemia de Covid-19 foram respeitadas, a Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG) realizou, neste sábado, 23 de janeiro, a carreata #IMPEACHMENTJÁ, #FORABOLSONARO e #VACINAJÁ, em Belo Horizonte. Dirigentes e militantes da CUT/MG, sindicatos CUTistas, movimentos sindical, sociais e populares tomaram as ruas da capital mineira desde as 16 horas. Logo na concentração, na Esplanada do estádio Mineirão, centenas de carros se uniram. Eles saíram em uma fila que chegou a 15 km. A carreata durou mais de quatro horas e contou com apoio da população durante o trajeto. Muitas pessoas acenavam, exibiam cartazes e faixas em cima dos viadutos, nos pontos dos ônibus e nas casas. Durante o trajeto, segundo os organizadores, a carreata ganhou mais adesão e chegou a mais de mil veículos. A manifestação é considerada a maior carreata da história de Belo Horizonte.

A concentração começou às 16 horas, mas os veículos só sairam do Mineirão por volta das 17 horas. Os manifestantes passaram pela Avenida Antônio Carlos, Avenida Afonso Pena, Avenida do Contorno, na Savassi, e encerram o ato. Nos carros, todos levavam bandeiras, faixas, adesivos e pinturas com frases “Fora Bolsonaro”, “Fora Bolsonaro e Mourão”, “Impeachment Já”, “Vacina Já”, “Volta Democracia”, entre outras.

Segundo os manifestantes, não se pode permitir que Jair Bolsonaro siga seu projeto autoritário e genocida de destruição do Brasil. Eles garantiram que continuarão nas ruas em defesa da vida, dos empregos e da soberania do povo brasileiro.

 “Dia 23, este sábado, foi um dia histórico para o movimento sindical, movimento social, para CUT Minas. Em todo Brasil aconteceram vários atos. Mas aqui em BH foi um ato muito intenso, muito pulsante, muito potente. Com o número grande de pessoas que participaram. Envolveu mais de 100 mil durante todo o trajeto e sacudiu a cidade. O ato transcorreu com toda a segurança na questão da saúde. Foi uma carreata, sem aglomerações. As pessoas estão indignadas com a postura do governo Bolsonaro, com relação a tudo o que vem acontecendo  tudo o que vem acontecendo neste governo. Principalmente agora na questão das vacinas, na questão da pandemia. No desprezo que Bolsonaro e seu ministro da Saúde, Pazuelo,  estão tratando a pandemia. Não precisava ter tantas mortes como tivemos. E a questão do atraso nas vacinas. E toda postura genocida deste governo”, disse o presidente da CUT/MG, Jairo Nogueira Filho.

Jairo garantiu que outras manifestações pelo Impeachment e por vacina para todos serão realizadas em Belo Horizonte e todo o país. “Foi o primeiro, acontecerão mais atos contra o Bolsonaro, para que a gente consiga fazer seu impeachment. Retirar Bolsonaro e Mourão. E fazer uma nova eleição no Brasil, que o desejo de todos para que o país consiga passar pela pandemia, pela crise econômica colocada desde 2016, desde o golpe. Então, este foi o primeiro ato, o primeiro momento, que a gente construiu esta carreata. E vamos ter mais atos na periferia, fazer o diálogo com a população nas periferias, para que as pessoas entendam a importância da retirada deste governo, para que possamos rediscutir uma nova dinâmica, um novo modelo de gestão neste país. Que possa mudar a realidade do povo brasileiro e melhorar a nossa situação", afirmou o dirigente sindical.

"O governo está interrompendo o auxílio emergencial, que é importante para muitas pessoas, que estão na miséria, por conta de tudo o que aconteceu desde 2016 e piorou durante a pandemia. A vacina tem todo um atraso. O número de doses até agora é muito pouco no Brasil, era para estarmos em outro ponto. Mas Bolsonaro fez questão de fazer críticas à China, à Índia, países que estão segurando a questão da vacina para o Brasil. Uma política externa desastrosa. Deixo claro, este foi um primeiro ato, de muitos que virão contra o governo de Jair Bolsonaro”, concluiu Jairo Nogueira Filho.

Diante do colapso da saúde em Manaus em meio a uma nova explosão de casos da Covid-19, a carreata foi convocada. Com mais de 216 mil mortes, o fascista e genocida Bolsonaro continua minimizando os impactos da doença e fazendo propaganda de remédios sem eficácia comprovada contra o novo coronavírus.

Clique aqui para ver mais imagens da carreata histórica em Belo Horizonte