• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUTistas disputam reeleição dos metalúrgicos de Extrema, Itapeva e Camanducaia

Apoio da CUT/MG, FEM e CNM têm sido fundamentais para as demandas de trabalhadoras e trabalhadores representados pelo Stimeic e envolvimento da categoria nas pautas estaduais e nacionais

Publicado: 18 Julho, 2019 - 12h17

Escrito por: Rogério Hilário

notice

 

Com apoio da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG), Federação Estadual dos Metalúrgicos (FEM/MG-CUT) e da Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM-CUT), chapa encabeçada por Vanderlei Pereira Marques disputa a reeleição à diretoria do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material de Extrema, Itapeva e Camanducaia (Stimeic), para a gestão 2019 a 2022. A votação, iniciada na quarta-feira (17), se encerra nesta quinta-feira (18).

Segundo Vanderlei Pereira Marques, o apoio da CUT, federação e confederação tem sido fundamental na luta pelos direitos e conquistas da categoria no Extremo Sul do Estado. O Stimeic representa em torno de 4.500 trabalhadoras e trabalhadores.

“A presidenta da CUT/MG e hoje deputada estadual, Beatriz Cerqueira, veio aqui várias e vezes e contamos, sempre, com a secretária de Organização e Política Sindical, Lourdes Aparecida de Jesus). As demandas da categoria são muitas. As mais importantes são a campanha salarial, PLR, jornada de trabalho. E participamos sempre, com orientação e coordenação da CUT, das lutas nacionais, contra as reformas trabalhistas e da Previdência, a defesa da democracia, da educação e da saúde públicas de qualidade, da soberania nacional e do patrimônio do povo brasileiro. Queremos ampliar ainda mais aqui na região as mobilizações em torno destas e outras pautas nacionais e estaduais”, disse Vanderlei Pereira Marques.

De acordo com ele, a categoria tem correspondido às orientação da CUT e  do Stimeic em todo este trabalho de resistência da classe trabalhadora e vai participar do Dia Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência, em 13 de agosto. “Estaremos juntos, seja aqui ou nas atividades em Belo Horizonte, ou São Paulo, que está muito próximo. Daremos apoio a estudantes e professores nos somando à mobilização convocada pelas centrais sindicais e a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).”

As maiores indústrias de Extrema, Itapeva e Camanducaia são Multilaser, Unicoba, Lear Componentes, Frun e Derlan, que são de eletroeletrônicos, da área de condução e fundição. “Elas têm mais de 3 mil trabalhadoras e trabalhadores”, revelou Vanderlei Pereira Marques.