• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Dia Nacional de Mobilização em Defesa das Empresas Públicas e dos Serviços Públicos

Em BH, o protesto será realizado em um posto de combustíveis do bairro Santa Efigênia, com gasolina a R$ 3,50 para trabalhadoras e trabalhadores de aplicativos e entregadores

Publicado: 03 Março, 2021 - 09h54 | Última modificação: 03 Março, 2021 - 19h40

Escrito por: Rogério Hilário, com informações do Sindipetro/MG

notice

A Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG) e entidades da base CUTista vão realizar nesta quinta-feira, 4 de março de 2021, manifestações pelo Dia Nacional de Mobilização em Defesa das Estatais e do Serviço Público, pelo Preço Justo dos Combustíveis, pelo Auxílio Emergencial, em Defesa dos Empregos, e contra a Reforma Administrativa. Os manifestantes também exigem vacinação imediata para toda a população brasileira.  As ações, organizadas pela união da CUT e demais centrais sindicais, vão acontecer em todo Brasil.

Os ataques do governo Bolsonaro se aceleraram, causando o aumento do desemprego, redução da renda média e salários e intensificando a retirada de direitos de trabalhadoras e trabalhadores. Por isso a classe trabalhadora se une e se organiza em defesa da vida, dos direitos  e da democracia para derrotar o projeto neoliberal de destruição e subordinação  nacional que só produz desigualdade, exploração e morte. Contra a fome, a miséria e pela vida do povo que realizamos o Dia Nacional de Mobilização.

Em Belo Horizonte, a ação também está inserida na campanha “Combustível a preço Justo”, do Sindipetro/MG e da Federação Única dos Petroleiros (FUP). Nesta quinta-feira (4 de março) a gasolina será vendida ao preço de R$ 3,50 por litro. A manifestação será realizada no posto Rodike S/A, na rua Niquelina, 546, no bairro Santa Efigênia. Ao todo, serão atendidos 200 carros e 200 motos. Na mobilização, que começa às 10 horas, CUT/MG e sindicatos vão subsidiar o preço da gasolina para trabalhadores de aplicativos de mobilidade (Uber) ou de entrega. O limite do abastecimento é 20 litros para cada carro e 10 litros para cada moto. Os organizadores vão conferir se o motorista ou o motociclista  realmente presta serviços por aplicativo antes de entregar o vale que garantirá o desconto.

O objetivo da atividade é dialogar sobre a necessidade de mudar a atual política de preços, além de mostrar que os combustíveis no Brasil podem ser mais baratos.

Nesta mesma data, chamada  também de “Dia Nacional dos Combustíveis a Preços Justos”, a Federação Única dos Petroleiros (FUP) FUP e sindicatos realizarão mobilizações semelhantes em vários pontos do país.  

Chega de preços abusivos

A campanha dos petroleiros visa conscientizar a população sobre a real causa dos preços abusivos dos combustíveis, que faz subir o valor do gás de cozinha, da gasolina e do diesel.

Desde 2016, as gestões neoliberais da empresa praticam o Preço de Paridade de Importação (PPI), que varia conforme o sobe e desce do valor do barril de petróleo no mercado internacional, as oscilações do dólar e dos custos de importação. Consequentemente, os reajustes se tornam frequentes e abusivos.

 

04 de março - Dia Nacional de Mobilização 

- Defesa das Estatais 

- Defesa do serviço público 

- Contra a reforma administrativa NÃO DEIXE VENDEREM O BRASIL!

Vacina já! 

Pelo preço justo dos combustíveis 

Pelo Auxílio Emergencial de R$ 600,00 

Em defesa dos empregos

Serviço:

Dia Nacional de Mobilização em Defesa das Estatais e do Serviço Público, pelo Preço Justo dos Combustíveis, pelo Auxílio Emergencial, em Defesa dos Empregos, e contra a Reforma Administrativa - Campanha Combustível a Preço Justo 

Data:  4 de março de 2021 - Quinta-feira

Horário de distribuição dos vouchers: 10 horas

Local: Posto Rodike S/A - Rua Niquelina, nº 546, Santa Efigênia.

Informações para imprensa: (31) 98385-3887