• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Greve na educação continua na rede estadual por tempo indeterminado

Decisão foi aprovada em Assembleia Estadual do Sind-UTE/MG que reuniu milhares de educadoras e educadores

Publicado: 13 Março, 2020 - 11h01

Escrito por: Sind-UTE/MG

Isis Medeiros - Sind-UTE/MG
notice

 A greve continua por tempo indeterminado na rede estadual. Essa foi a decisão aprovada na Assembleia Estadual do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), que reuniu milhares de educadoras e educadores, representantes de todas as partes do Estado, na quinta-feira (12), em Belo Horizonte.

O pátio da Assembleia Legislativa ficou lotado com a categoria, que reivindicou aos parlamentares da Casa a derrubada do veto do governador Romeu  Zema às Emendas ao Projeto de Lei (PL) 1.451/2020, que garantem isonomia salarial a todo funcionalismo público e o Piso Salarial Profissional Nacional à Educação.

A coordenação-geral do Sindicato apresentou o percentual de 69% das escolas estaduais atingidas pela greve, com aumento das instituições totalmente paralisadas.  Ressaltou-se que o movimento cresce em todo estado e constrói unidade com o funcionalismo para exigir a valorização do serviço público e dignidade remunerativa.

Com cartazes e faixas, educadores e educadoras também reafirmaram a defesa do emprego e do direito a uma educação pública de qualidade social.

Mesmo com o anúncio do governo do Estado sobre o pagamento do 13° 2019 aos profissionais que recebem até R$ 3 mil líquidos, o Sind-UTE/MG afirmou que não é suficiente pois cerca de 50 mil trabalhadores/as seguem sem o direito.

Após a votação, foi aprovado o seguinte calendário de lutas:

– 13 a 17/3 – intensificar a mobilização, diálogo com as comunidades , visitas às escolas e participação em audiências públicas nas Câmaras Municipais

– 14/3 – Participar das manifestações em protestos aos dois anos do assassinato de Marielle Franco

– 18/3 – Assembleia Estadual e participação do Ato da Greve Nacional da Educação

Posicionamentos:

– Nota de Repúdio ao assassinato do militante Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) de Uberlândia, Daniguel de Oliveira

– Moção de Apoio à greve deflagrada pelo Sind-REDE/BH

Fotos: Isis Medeiros/Sind-UTE/MG

Comando de Greve Estadual é realizado pela manhã

No parte da manhã, as trabalhadoras e os trabalhadores em educação estiveram na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde participaram do Comando de Greve Estadual.

Na ocasião, foram levantados os enfrentamentos a serem feitos no próximo período,