• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Mais de 100 entidades e artistas se unem no Dia Nacional de Luta em Belo Horizonte

Partidos políticos, religiões, centrais sindicais, movimentos sociais, estudantis e populares estarão nas ruas neste 2 de outubro na capital mineira pelo Fora Bolsonaro

Publicado: 01 Outubro, 2021 - 18h53 | Última modificação: 01 Outubro, 2021 - 18h58

Escrito por: Rogério Hilário

notice

Integrantes, representantes e militantes de parte das mais de 100 entidades, partidos políticos, de religiões, movimentos sindical, sociais, estudantis e populares se reuniram na manhã desta sexta-feira, 1º de outubro, na Casa dos Jornalistas, sede do SJPMG,  para dar os retoques finais na manifestação, a sexta presencial desde o início da pandemia de Covid-19, do Dia Nacional de Luta. O ato unificado será realizado neste sábado, 2 de outubro, com o objetivo de ampliar o Movimento Fora Bolsonaro, que vem crescendo em todo o país com várias mobilizações. A concentração será a partir das 15h30, na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, e a passeata está prevista para começar às 16h30.  É prevista a adesão de milhares de pessoas e os organizadores esperam que aconteça o maior protesto do ano na capital mineira.

As pautas políticas serão dialogadas com a população da capital mineira, que tem apoiado os protestos contra o governo da fome, da morte, do desemprego, da carestia, da destruição das políticas sociais, da entrega do patrimônio do povo brasileiro, dos ataques aos direitos e conquistas da classe trabalhadora, a servidoras e servidores e dos serviços públicos. Artistas já confirmaram a participação no ato e farão apresentações durante a concentração e o trajeto, que vai seguir até o Centro de Belo Horizonte.

As mobilizações vão começar de manhã. No Conjunto Bonsucesso, na Região do Barreiro, a Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG) vai realizar, juntamente com sindicatos CUTistas, a distribuição de dois quilos de feijão para as famílias carentes, dentro da Ação CUT Minas de Solidariedade de Classe – “Mais Feijão, Menos Fuzil”. A atividade começará às 9h30 na rua Tenente Dionizio Marques, 49, próximo ao Bar do Joel. “A distribuição do feijão e as panfletagens vão acontecer até o dia 15 de novembro, quando faremos outro grande ato nacional. Vamos manter a ação solidária e dialogar com a população as nossas pautas, principalmente a do impeachment de Jair Bolsonaro”, disse o presidente da CUT/MG, Jairo Nogueira Filho.

Pautas e bandeiras

Dois de Outubro é dia de ocupar as ruas em mais um Dia Nacional de Luta pelo #ForaBolsonaro! Em todo o país, vamos também protestar contra a Reforma Administrativa (PEC 32), as privatizações, o desemprego e a inflação, pelo auxílio emergencial de R$ 600 e por vacina e empregos para todas e todos.

Ninguém aguenta mais esse governo! Seguiremos nas ruas em defesa da democracia, do patrimônio e dos direitos do povo brasileiro!

Além do aumento da fome e da miséria, o país já tem mais de 589 mil mortes por Covid-19,  resultado direto da negligência, negação à ciência de Bolsonaro, que chamou a pandemia de gripezinha, e até envolvimento de membros do seu governo em irregularidades na compra de vacinas, casos que estão sendo investigados pela CPI da Covid do Senado.  

Os trabalhadores e trabalhadoras são os mais afetados por estas situações – as crises sanitária, econômica, política e diplomática criadas por Bolsonaro.

Orientações de Segurança:

Use máscaras N95/PFF2;

Traga seu álcool em gel;

Mantenha o distanciamento mínimo de 2 metros

Traga sua bandeira e participe!

#ForaBolsonaro

#VacinaNoBraçoComidaNoPrato

#DigaNãoÀReformaAdministrativa

#DigaNãoÀPrivatização

#CancelaPEC32