• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Quem luta, educa! E conquista.

CUT/MG parabeniza professoras, professores, educadoras, educadores e profissionais da educação

Publicado: 15 Outubro, 2020 - 12h52 | Última modificação: 22 Outubro, 2020 - 11h21

Escrito por: CUT/MG

notice

A Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG) parabeniza, neste dia 15 de outubro, professoras, professores, educadoras, educadores, profissionais de educação. À luta de todas e todos, nossa solidariedade e nosso apoio, pela capacidade de esperançar, ainda mais nestes tempos sombrios que assolam nosso país, em que sofrem tantos ataques a direitos e conquistas e em que buscam desqualificar a importância da educação para o futuro do Brasil.

Como dizia mestre de todos nós Paulo Freire: “é preciso ter esperança, mas ter esperança do verbo esperançar; porque tem gente que tem esperança do verbo esperar. E esperança do verbo esperar não é esperança, é espera. Esperançar é se levantar, esperançar é ir atrás, esperançar é construir, esperançar é não desistir! Esperançar é levar adiante, esperançar é juntar-se com outros para fazer de outro modo.”

Esta é uma categoria com capacidade inesgotável de nos esperançar. E disse mais o mestre, para ratificar: “educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas transformam o mundo”. Com a disposição para a luta de educadoras e educadores, que uniu outras categorias do serviço público, da iniciativa privada, a classe trabalhadora entidades de movimentos sociais, populares e lideranças políticas transformamos o Brasil e derrotamos projetos neoliberais.  Nos unimos contra a PEC 95, de corte  de investimentos em educação e saúde, contra as reformas trabalhista e da Previdência, no âmbito federal e estadual, e estamos juntos contra a reforma administrativa e todas as pautas que ampliam ainda mais a desigualdade social neste país e aprofundam a miséria e o desemprego. E continuamos juntos contra o retrocesso, o ultraneoliberalismo, em defesa de serviços e servidores públicos, da soberania nacional e da democracia

Ou como educadoras e educadores sempre lembraram em manifestações, mobilizações, greves, protestos que a CUT apoia há  décadas Minas Gerais e todo o país, em versos sintetizados por Leci Brandão, na música “Anjos da Guarda”: “na sala de aula é que se forma um cidadão; na sala de aula é que se muda uma nação; na sala de aula não há idade, nem cor; por isso aceite e respeite o meu professor; batam palmas para eles, batam palmas para eles, que eles merecem”.

Quem luta, educa! E conquista.