• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Sindicato reage contra as demissões no Mercantil do Brasil

Banco mineiro, contrariando o acordo feito com os representantes dos trabalhadores, já demitiu de forma covarde mais de 150 trabalhadores

Publicado: 23 Outubro, 2020 - 12h14

Escrito por: Sindicato dos Bancários de BH e Região

notice

Em reação às demissões recentes feitas de forma perversa pelo banco Mercantil do Brasil em plena pandemia, o Sindicato denunciou nesta sexta-feira (23), através de cartazes colados nas agências a política desumana do banco que colocou no olho da rua centenas de pais e mães de família.

Com o lema “Mercantil sem Compromisso demite em plena pandemia” e usando a hashtag #MercantilSemCompromisso, a ação faz parte da mobilização dos sindicatos e dos funcionários do banco para denunciar para a sociedade a ganância do banco mineiro que contrariando o acordo feito com os representantes dos trabalhadores já demitiu de forma covarde mais de 150 trabalhadores.

Com as recentes demissões, o banco demonstra mais uma vez que não tem compromisso social e não se importa com a precarização do atendimento em suas agências, que continuam a receber um número imenso de pensionistas e beneficiários do INSS, que sofrem diariamente com as imensas filas nas unidades de trabalho.

Durante a mesa de negociações da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), realizada no primeiro semestre 2020, logo no início da pandemia no Brasil, os bancos, dentre eles o Mercantil do Brasil, se comprometeram a não demitir seus trabalhadores, mas romperam o compromisso. Por isso, desde o início deste mês estão sendo realizadas manifestações de protestos em frente às agências bancárias, tuitaços e outras ações nas redes sociais para denunciar à população a quebra de compromisso dos bancos.

Marco Aurélio Alves, funcionário do banco e coordenador nacional da Comissão de Funcionários ressalta que ” Como a pandemia ainda não acabou, ao demitirem, os bancos estão descumprindo a palavra dada e rompendo o acordo feito com a representação dos trabalhadores”.

Já para o Vanderci Antônio da Silva, também funcionário do banco e diretor do Sindicato é fundamental que os trabalhadores incentivem ainda mais os clientes, os seus parentes, vizinhos e amigos a denunciarem as demissões patrocinadas pelo Mercantil do Brasil e outros bancos.

Reversão das demissões

Por defender que a conduta dos bancos é ilegal, o Sindicato disponibiliza o seu quadro de advogados para atendimento e representação de todas as associadas e associados que desejarem ingressar em juízo para pleitear a nulidade da demissão e a reintegração ao emprego.

O bancário interessado em ingressar com ação individual contra a demissão deve entrar em contato com o Departamento Jurídico do Sindicato pelo telefone (31) 3279-7839 ou 3279-7845. Ou ainda com a assessoria jurídica da entidade pelo telefone (31) 3291-9988.