• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Sindicatos CUTistas debatem estratégias contra os ataques do governo Zema

Entidades que representam o funcionalismo público estadual se unem contra a política de estrangulamento de servidoras, servidores e dos serviços públicos

Publicado: 02 Julho, 2019 - 17h49 | Última modificação: 03 Julho, 2019 - 10h58

Escrito por: Rogério Hilário

Rogério Hilário
notice

Dirigentes dos sindicatos CUTistas que representam o funcionalismo estadual se reuniram, na tarde desta terça-feira (2), na sede da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG), no Centro de Belo Horizonte, para debater e definir estratégias para o enfrentamento aos ataques do governo de Romeu Zema. Os representantes das entidades denunciaram as medidas que fazem parte da política de estrangulamento de servidoras, servidores e dos serviços públicos, por intermédio de demissões, congelamento de salários, venda do patrimônio do povo mineiro, ausência de concursos e de nomeações dos concursados e cortes no repasse de verbas.

Estiveram presentes dirigentes do Sind-UTE/MG, Sind-Saúde/MG, Sindieletro, Sindágua, Assepemgs, Sindicato dos Economistas e Sindicato dos Psicólogos.

Na reunião, a CUT/MG ressaltou a importância da unidade de todos os sindicatos e entidades que compõem a representação do funcionalismo público, trabalhadoras e trabalhadores de estatais no combate ao projeto de recuperação fiscal do Estado, que tem como consequências o corte de direitos e conquistas, reajuste da contribuição previdenciária, mudança de regime jurídico de servidoras e servidores e congelamento de salários.

As categorias, juntamente com a CUT/MG, vão construir, nos próximos dias, em atividades, ações e mobilizações para fortalecer o enfrentamento aos ataques do governo Zema, que atingem o funcionalismo público e todo o povo mineiro.

#zemainimigodopovomineiro