• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Vitória histórica de Pepê e do Sintect/MG contra demissão arbitrária dos Correios

Publicado: 01 Fevereiro, 2021 - 12h57 | Última modificação: 10 Fevereiro, 2021 - 03h58

Escrito por: Sintect/MG

@niveamagno_ / Mídia Ninja
notice

O dia 1º de fevereiro se tornou muito importante e histórico para a categoria dos Correios, servidoras, servidores e serviços públicos e para todo o movimento sindical. O companheiro Pedro Paulo de Abreu Pinheiro, o Pepê, foi reintegrado aos quadros da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT). O Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios, Telégrafos e Similares do Estado de Minas Gerais (Sintect/MG), por intermédio de ação judicial, conseguiu a reintegração.  

Pepê foi demitido em 2015 e após árdua luta judicial retornou à ECT. Ele foi demitido, arbitrariamente, por dedicar sua vida à defesa dos interesses e dos direitos de trabalhadoras e trabalhadores. Pepê é fundador do Sintect/MG, da Federação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) e de vários outros sindicatos no país. No dia 1º de fevereiro, dirigentes do Sintect/MG se reuniram na portaria da Agência Central dos Correios na avenida Afonso Pena e realizaram um ato simbólico em seu retorno ao trabalho.

A vitória do Sintect/MG e de Pepê é uma prova concreta de que sempre vale a pena lutar contra esse sistema de desigualdade, que é o capitalismo. É a vitória da resistência da classe trabalhadora. A reintegração potencializa as lutas em defesa de servidoras, servidores e serviços públicos e contra as privatizações.

 “A minha vitória é uma vitória do Sintect/MG, da luta de resistência da classe trabalhadora em geral e dos trabalhadores dos Correios em geral. Um sindicato e uma categoria que nunca fogem da luta. Que encaram a realidade de frente. Que passam pelos mais complicados problemas, perseguições, retaliações, discriminações. Mas se mobilização cotidianamente, diuturnamente na defesa de seus interesses de classe. O meu retorno é o retorno da persistência daqueles que têm consciência de classe e que lutam pela emancipação política dos trabalhadores. Não nos vencerão. Fora Bolsonaro e todo o seu governo. E esta curriola capitalista ofensiva aos interesses do povo brasileiro”, disse Pepê, ao ser reintegrado.

Neste vídeo, que reproduzimos na íntegra, Pedro Paulo de Abreu Trindade fala sobre sua trajetória nos movimentos estudantis, sociais e sindical e conta como foi sua luta por trabalhadoras e trabalhadores dos Correios, sua participação na construção de entidades como o Sintect/MG e a Fentect e sua luta de quase seis anos pela reintegração, após perseguições e demissão arbitrária.